Páginas

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Tira primeiro a trave do teu olho, e então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão

(Mateus 7:1) - NÃO julgueis, para que não sejais julgados.
(Mateus 7:2) - Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós.
(Mateus 7:3) - E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão, e não vês a trave que está no teu olho?
(Mateus 7:4) - Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, estando uma trave no teu?
(Mateus 7:5) - Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão.
(Mateus 7:6) - Não deis aos cães as coisas santas, nem deiteis aos porcos as vossas pérolas, não aconteça que as pisem com os pés e, voltando-se, vos despedacem.
(Mateus 7:7) - Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á.
(Mateus 7:8) - Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á.

4 comentários:

  1. Olá Eliane,
    Estava visitando o blog de uma amiga e fui remetida a outro e depois ao seu. Gostei de conhecer seu cantinho. Este blog é uma benção. Tenha uma semana abençoada. Muito prazer. Bjs
    Lisley

    ResponderExcluir
  2. Olá Eliane,
    Será um grande prazer para mim. Ontem me tornei sua seguidora e será maravilhoso compartilharmos das bençãos de Deus. Continue com Deus. Virei sempre aqui ver novas postagens. Boa semana minha querida. Bjs Lelei GC

    ResponderExcluir
  3. Oi Eliane, visitando um blog, te vi e não resisti em te visitar de novo.
    As vezes ficamos distantes.
    Olha, isso é realmente uma verdade, como toda a Palavra.
    Já vislumbrei situações em que o condenador terminou como o condenado.
    Apontamos os defeitos alheios, e muitas vezes são nossos próprios.

    Graça e paz!

    ResponderExcluir